Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/04/21 às 11h15 - Atualizado em 16/04/21 às 11h18

Vacinação de 65 e 64 anos começa no fim de semana

COMPARTILHAR

Em todo o DF serão 13 postos de atendimento para atender também quem já está na hora de receber a segunda dose

 

O Governo do Distrito Federal (GDF), por meio da Secretaria de Saúde, aguarda para esta sexta-feira (16) a chegada de 72,8 mil doses de vacinas contra a covid-19 para iniciar neste final de semana a vacinação da população com 64 e 65 anos. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (15) pelo secretário da Casa Civil Gustavo Rocha, em entrevista coletiva, no Palácio do Buriti.

 

Além dos cidadãos acima dessa idade, os postos vão atender quem já recebeu a primeira dose e está com o calendário do cartão indicando a data de retorno. Na segunda-feira (19), retoma-se também o agendamento para os profissionais de saúde aptos a receber a primeira dose.

 

43.140vacinas serão destinadas à nova faixa de idade

 

Do total de imunizantes aguardados, 43.140 serão direcionadas à nova faixa de idade (com uma reserva  técnica de 10% delas). Outras 2.237 vão para os agentes de segurança, e 3.906 para os profissionais de saúde – que contarão também com mais 508 de outra reserva feita na entrega anterior. O restante de 23.517 doses será destinado à segunda dose, a chamada D2.

“O governo federal nos solicitou que aumentássemos o percentual de reserva técnica já que os frascos da CoronaVac estavam vindo com doses a menos”, explicou o secretário de Saúde, Osnei Okumoto.

 

 

Mais postos de vacinação

 

Diante da alta procura nos finais de semana, a Secretaria de Saúde decidiu expandir os postos de vacinação em todo o Distrito Federal. No sábado (17) e no domingo (18) serão 13, sendo quatro com acesso exclusivamente presencial, ou seja, a pé, em Samambaia, Recanto das Emas, Ceilândia e Sobradinho.

 

Já no Estádio do Bezerrão do Gama, no Guará, e em Planaltina, a vacinação será feita tanto em quem chegar a pé quanto de carro, nos chamados drive-thru; enquanto no Shopping Iguatemi do Lago Norte; no Jardim Botânico; em Ceilândia; no estacionamento da Unieuro de Águas Claras; no Taguaparque, em Taguatinga; e no Parque da Cidade, na Asa Sul, o atendimento será diretamente nos carros.

 

Queda de índices 

 

Apesar de ainda atingir índices preocupantes, o DF tem registrado queda nos números de casos ativos e na lista de espera por vaga em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). O número de casos ativos, que já ultrapassou a casa dos 17 mil nas últimas semanas, chegou a 11.488, nessa quinta (15). Já o de pacientes que estão sendo atendidos e aguardam uma vaga para atendimento de alta complexidade nos hospitais públicos – que atingiu o pico de 331 pessoas – caiu para 183.

 

“Todas as providências tomadas pelo Governo do Distrito Federal têm como objetivo a redução do número de doentes internados, e consequentemente, do de mortos”, concluiu o secretário Gustavo Rocha.

 

Com informações da Agência Brasília