Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/12/20 às 8h52 - Atualizado em 21/12/20 às 9h25

Ceia, solidariedade e esperança

COMPARTILHAR

Chefs fazem cardápio especial com itens de cesta básica para pessoas em vulnerabilidade de 17 instituições no DF. Governador esteve em Ceilândia

 

 

Mais de mil crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos tiveram uma ceia natalina antecipada. Na última sexta-feira (18) foi dia de Nosso Natal em 17 instituições de acolhimento do Distrito Federal. Chefs de cozinha e autoridades colocaram a mão na massa para preparar pratos com itens da cesta básica especial, que também foi distribuída a famílias em vulnerabilidade. Em Ceilândia, o governador Ibaneis Rocha e a primeira-dama Mayara Noronha Rocha participaram da ação de levar solidariedade a quem mais precisa.

 

Confira o vídeo:

 

“Hoje é um dia especial, onde a gente leva sabor, uma ceia especial e um momento de alegria para essas instituições”, valorizou a primeira-dama, que conduz a campanha coordenada pela Subchefia de Políticas Sociais e Primeira Infância. Ela e o chefe do Executivo ajudaram o chef Celson Luiz Oliveira a preparar a festa no Lar de São José, que acolhe e abriga 70 crianças e adolescentes que vivenciaram alguma situação de negligência, abandono ou passaram por alguma situação de violação de direitos.

 

“O que a gente tem a fazer é emprestar um pouco de solidariedade. É Natal, final de um dos anos mais difíceis da História, com milhares de pessoas que morreram vítimas da Covid-19, mas nada melhor do que a gente encerrar esse ano e pedir a Deus que o próximo seja muito melhor. Pelo menos para essas crianças, hoje está sendo um pouco de alegria”, disse o governador Ibaneis Rocha, acompanhado do filho João Pedro.

 

Hoje é um dia especial, onde a gente leva sabor, uma ceia especial e um momento de alegria para essas instituiçõesMayara Noronha, secretária de Desenvolvimento Social e primeira-dama do DF

 

Neste ano, a campanha Nosso Natal enfrentou a pandemia de Covid-19 para manter a identidade de garantir segurança alimentar na data festiva. Em 2019, chefs fizeram banquetes nos restaurantes comunitários. “A preocupação foi manter o caráter alimentar com uma ceia especial de natal sem causar grande aglomeração”, revelou  Mayara Noronha Rocha.

 

Presidente do Lar de São José, Paulo César Nunes diz que 80% da entidade é mantida a partir de subsídio do GDF, além de doações da comunidade. De acordo com ele, Ibaneis Rocha é o primeiro governador a visitar o local: “Fico muito satisfeito de ele ter vindo pessoalmente participar, chamado pela primeira-dama, porque pode conhecer de perto a realidade da casa de acolhimento”.

 

A secretária da Pessoa com Deficiência do DF, Rosinha da Adefal e a subsecretária Eliane Nuvem, também participaram do evento. A Secretária destacou a importância do evento. “É algo muito gratificante poder participar de uma ação como esta. Levar um pouco de amor para as pessoas é algo imensurável, concluiu a chefe da pasta.

 

O evento foi realizado com cuidados para prevenir a disseminação do coronavírus, com uso obrigatório de máscara pelos visitantes, inclusive pelo Papai Noel, que marcou presença para distribuir brinquedos doados pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio). “Sabemos o quanto o Natal é simbólico e isso mostra que o governo está acompanhando a realidade desses meninos”, afirma Lumia Lopes, coordenadora do abrigo.

 

“O trabalho dessas entidades é muito importante. Em parceria com o GDF, essas instituições atuam pela dignidade das pessoas visando um futuro melhor para todos eles. Essa ação é a união da sociedade civil, com o Estado e empresários unidos em um só propósito”, destacou o administrador regional de Ceilândia, Marcelo Piauí.

 

Sabemos o quanto o Natal é simbólico e isso mostra que o governo está acompanhando a realidade desses meninosLumia Lopes, coordenadora do Lar de São José

Além da instituição visitada pelo governador e a esposa, outras três instituições da cidade foram palco das ações, também realizadas em Sobradinho, São Sebastião, Taguatinga, Brazlândia, Núcleo Bandeirante, Recanto das Emas e Asa Norte com apoio integrado de vários órgãos do GDF.

 

Doações

 

Neste ano, um dos motes da campanha foi a arrecadação de alimentos. Foram 200 toneladas de itens que compuseram cerca de 13 mil cestas especiais distribuídas às famílias em vulnerabilidade identificadas pelas administrações regionais. As entregas começaram na sexta-feira (18) pelo Engenho das Lajes, no Gama.

 

As cestas reúnem 14 produtos. Além do básico, como arroz, feijão, farinha e açúcar, há quatro itens extras: sardinha em conserva, leite condensado, achocolatado em pó e charque. Os mesmos ingredientes foram usados pelos chefs de cozinha para preparo da ceia especial. Para estimular o cardápio nas casas dos brasilienses, um livro de receitas acompanhou as doações.

 

Com informações da Agência Brasília e SEPD