Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/10/20 às 16h47 - Atualizado em 15/10/20 às 17h00

Servidores da RA de Brazlândia recebem orientações sobre atendimento às Pessoas com Deficiência

COMPARTILHAR

Representantes da Secretaria da Pessoa com Deficiência do Distrito Federal (SEPD) estiveram nesta quinta-feira (15), no auditório da Administração Regional de Brazlândia para ministraram um curso de qualificação no atendimento à pessoa com deficiência aos servidores da instituição.

 

O objetivo da capacitação é orientar os servidores que trabalham na área de atendimento quanto ao tratamento a ser dispensado à população com deficiência, levando em conta os obstáculos que elas enfrentam quando precisam de atendimento em órgãos públicos. “O atendimento humanizado também faz parte do processo de garantia de acessibilidade. É mais do que colocar uma rampa ou piso tátil. É saber mostrar o direcionamento certo, tratar as dificuldades de forma diferenciada. Muitos erros são cometidos por falta de conhecimento”, ressalta a secretária da Pessoa com Deficiência do DF, Rosinha da Adefal.

 

O conteúdo da capacitação abordou temas como: conceito e “tipos” de deficiência, terminologias corretas para se referir ao público de forma humanizada e respeitosa, capacitismo, dentre outros. Assim os servidores passaram a oferer um tratamento digno e respeitoso” no que diz respeito ao chamado “público PcD”.

 

Capacitação

 

O curso é dividido em dois módulos: conceitos sobre todas as deficiências e terminologias corretas para referência às pessoas com deficiência. A equipe técnica da SEPD está sendo responsável por ministrar as aulas. Além da parte teórica, os instrutores trouxeram exemplos com a própria vivência, tendo em vista que todos são pessoas com deficiência conhecedoras da temática.

 

Os responsáveis pela capacitação: Daniela Louvores (assessora técnica da Diretoria de Emprego e Renda da SEPD, cadeirante); Karina Ramos (assessora da Coordenação de Políticas Temáticas da SEPD, cadeirante); Waldimar Carvalho (diretor de Acessibilidade Comunicacional, surdo); e Adriana Lourenço das Candeias (assessora técnica da SEPD, deficiente visual).